Links Patrocinados

Resolução de Conflitos no trabalho

  • Post author:
  • Reading time:7 mins read

Problemas no trabalho sempre irão ocorrer, mas você sabe como resolve-los? Bom, a resolução de conflitos é a melhor estratégia para o mercado de trabalho.

Vamos entender um pouco mais sobre ela e como aplica-la de forma correta?

O que é a Resolução de Conflitos?

A resolução de conflitos são solução para qualquer desavença, briga ou picuinha que possa acontecer no ambiente de trabalho, da forma mais saudável possível.

Assim, mantendo a compostura e classe, você evitará que esses problemas te afetem emocionalmente e faça você sentir o famoso desgaste emocional.

A resolução de conflitos fará o ambiente de trabalho ser mais profissional e objetivo, onde você estará lá apenas para trabalhar e não poderá ser afetado pessoalmente por ninguém de forma direta.

Links Patrocinados

Qual a importância da Resolução de Conflitos?

A resolução de conflitos possuí diversas vantagens, onde iremos pontuar:

  • Ambiente de trabalho mais sério e profissional.
  • Ambiente de trabalho mais leve e saudável.
  • Evitar que problemas pessoais cruzem com profissionais.
  • Evitar fofocas e birras.
  • Contornar situações estressantes e desgastantes no trabalho.
  • Manter a harmonia nos relacionamentos profissionais.
  • Chegar a um consenso ou finalidade após uma discussão ou problemas no trabalho.
  • Evitar que a desavença saia do controle e se transforme em algo grande que afete mais pessoas.
  • Abafar escanda-los.

Como a Resolução de conflitos pode ser aplicada?

  • Arbitragem.
  • Dialogo e acerto de contas.
  • Litigio/ações judiciais.
  • Mediação.
  • Negociação.

Como aplicar a Resolução de Conflitos?

Bom, para aplica-la será necessário muito cuidado e atenção, pois ela possuí etapas e regras para ser feita corretamente.

Lembrando que você deverá ter o foco em sempre resolver o problema, não em ganhar ou ficar por cima, somente se você for diretamente prejudicado de forma física, material, financeira ou etc.

O aconselhado é que você tenha provas, testemunhas e acontecimento reais que possam validar seu lado, para evitar falsos testemunhos.

Bom, vamos ver como aplicar a resolução de conflitos?

1 – Conversar diretamente com a pessoa conflitante de forma reservada

Em muitos casos, um conflito pode ser resolvido ao falar abertamente e seriamente com a pessoa conflitante. Vá pensando em resolver e não em atacar!

Deixe claro o seu ponto e como você quer que o respeito e convivência seja mais harmonioso, apesar das diferenças e talvez um possível distanciamento necessário.

Em muitos casos, esse esclarecimento reservado, faz os pontos chocarem e o problema ser resolvido ali mesmo, onde tudo é deixado para trás ou esclarecido, e ambas as partes podem seguir sua vida normalmente.

2 – Informar um superior

Caso a primeira etapa não funcione você poderá informar um superior sobre o ocorrido, para que o mesmo fique atento. Desta forma, ao perceber o conflito aparecendo, ele se tornará uma testemunha imediata, já que ele está a par da situação.

Deste modo, ele poderá falar diretamente com a pessoa, ou com o superior dela, para que o problema seja cessado ou resolvido.

3 – Informe o RH da empresa

Se o problema persistir mesmo depois que houver o diálogo com o superior, você deverá informar ao RH da empresa. Deste modo, a punição poderá ser aplicada para o causador do conflito.

Normalmente os problemas se encerram nessa etapa, pois a pessoa fica com medo de perder o emprego e manchar sua reputação.

4 – Informe novamente o RH da empresa

Se o problema persistir, o RH deverá aplicar uma punição mais severa, onde o afastamento do funcionário conflitante poderá ocorrer.

Nesta etapa você já se sentirá totalmente seguro, pois a empresa deixará claro o posicionamento dela a respeito da situação, onde você não correrá mais riscos dentro da empresa, mas ainda precisando ficar atento sobre o conflito.

5 – O RH demitirá a pessoa conflitante

Se o problema ainda persistir, não será necessário nem mais acionar o RH, pois tudo estará muito evidente.

Links Patrocinados

Neste caso, ao chegar na 3 punição, o funcionário conflitante deverá ser demitido.

6 – Denuncia

Mesmo depois da demissão o problema persistir, ele foge dos alcances da empresas, pois ele acaba se tornando pessoal da pessoa.

Aqui, será necessário fazer um Boletim de Ocorrência contra o agressor, onde você deverá se proteger de forma judicial.

7 – Processo ou medida de restrição ou cautelar

Neste caso, você terá provas concretas de um abuso psicológico, crime ou qualquer situação mais grave.

Assim será necessário acionar a polícia para a sua proteção e segurança pública.

JAB Resolução de conflitos corpo
Foto de Liza Summer no Pexels

O que é considerado um problema para resolução de conflito na empresa?

Vamos separar os problemas por nível de gravidade? Contudo lembrando que a continuidade de qualquer item podem se tornar de nível extremo, onde a etapa 7 deverá ser utilizada:

Gravidade 1: Leve

  • Fofocas ou difamação.
  • Exclusão ou ignorar a existência da pessoa mesmo em caso de necessidades.
  • Intimidade forçada ou brincadeiras de mal gosto.
  • Enganar a pessoa para que ela cometa erros na empresa.
  • Desacato.

Gravidade 2: Séria

  • Ameaça.
  • Pressão psicológica.
  • Agressão verbal.
  • Abuso de autoridade.

Gravidade 3: Grave

  • Preconceito: Racismo, machismo, xenofobia, capacitismo e etc.
  • Humilhação.
  • Roubo ou furto.

Gravidade 4: Extrema

Links Patrocinados
  • Agressão física.
  • Agressão sexual.
  • Refém.

Os tipos de conflitos

Além disso, qualquer conflito deve ser analisado, pois ele pode ter tipos diferentes, sendo eles:

  • Latente: Normalmente é inconsciente, é uma diferença de objetivos, onde somente as partes suspeitam do conflito. Normalmente são de cunho leve e podem ser resolvidas com uma conversa particular.
  • Percebido: É um conflito consciente, onde ambas as partes ou uma delas percebem a existência, contudo, ainda não existem nenhuma manifestação evidente das partes. Ainda é leve e pode ser resolvido com diálogo reservado.
  • Sentido: É um conflito esclarecido para ambas as partes, onde um episódio provável já tenha acontecido. Aqui já é possível notar uma certa hostilidade e talvez seja necessário uma mediação com um superior.
  • Manifesto: É um conflito com uma implicância evidente onde uma das pessoas deixou claro que o respeito foi perdido e que a resolução de conflitos precisa ganhar uma seriedade sobre o caso. O RH deve ser acionado.
  • Abusivo: Aqui a pessoa já está diretamente mal intencionada e terceiros já perceberam que o problema está saindo do controle, onde será necessário medidas mais drásticas para a solução.
  • Agressivo: A polícia deve ser acionada, pois alguma agressão física ou sexual aconteceu ou está encaminhada a ocorrer.

Agora que você sabe tudo sobre a Resolução de Conflitos, deverá apenas se atentar e usar a melhor estratégia para se defender no trabalho.

Links Patrocinados

Links Patrocinados

Veja todas as vagas de Jovem Aprendiz e se inscreva em todas da sua região.
Curta nossas redes sociais Insta, Face e Twitter e receba vagas direto no seu feed.
Compartilhe esta vaga no seu feed! Ajude quem precisa de um emprego.

Wallison Oliveira

22 anos, ex jovem aprendiz Vigor e ESPRO de onde veio minha inspiração para contribuir com a informação do conhecimento mínimo sobre o mundo profissional para novos jovens trabalhadores. Fascinado por dança, viajar, astrologia e o contato humano, por isso me dedico a contribuir socialmente e informar jovens trabalhadores sobre dicas do mundo profissional e financeiro.